Amazon quebra truque que permitia usar a Alexa em português em dispositivos antigos

Há cerca de 1 ano, a Amazon lançou oficialmente a Alexa no Brasil. Desde então era possível usar um “truque” para permitir que dispositivos não suportados pudessem falar o nosso idioma através de uma modificação no código-fonte do site alexa.amazon.com.

A evolução dos Echos. (Créditos: Blog da Amazon/Reprodução)

Infelizmente, há alguns dias, os Echos que estavam com o truque ativado pararam de responder e entender o português. Quando os usuários tentaram refazer o truque, o código-fonte da página não aparecia mais.

Isso claramente foi uma interferência da Amazon para tentar fazer com que os usuários comprem seus novos dispositivos.

Obviamente, ao fazer isso, a empresa acabou revoltando os usuários. Mas na real, nem crítico a Amazon nisso, já que os dispositivos que precisavam desse truque eram Echos de geração 1 e 2, ou alguns dispositivos – da geração até então atual – que originalmente não tinham suporte ao português, como o Echo Input ou Echo Show 10 de 2ª geração.

Mas a maioria dos Echos ou “works with Alexa” de fabricantes parceiras lançados no último ano e que não são vendidos oficialmente aqui, têm a opção de Alexa em português, como o Echo Flame, Echo Flex, Echo Spot e vários dispositivos da Bose.

De toda forma, se você tem um Echo antigo e ainda quer continuar na Amazon, a hora de comprar um Echo Dot 3 é agora, já que ele é o dispositivo Alexa mais barato à venda aqui atualmente.

Publicado por Ward'z de Souza

Ator, apresentador, geek, locutor, colunista DRT 0050804/SP Um dos 7 bilhões de experts em fotografia ;·) Anime, mangá, 📺, 📻, cultura do 🇯🇵🇬🇷🇮🇹 🌏.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: